Língua Portuguesa

Raízes e Brotos

Dorothy Bell - Austrália

LESP 2 DorothyBell

Dorothy Bell

Até certo ponto, os eventos e cronogramas da árvore genealógica americana, da Teosofia, encobrem a verdadeira natureza de sua vida evolutiva — os ciclos e padrões de crescimento, declínio e renascimento e, dentro deles, as lutas buscando a realização do objetivo original da Sociedade Teosófica.

Novas estações viram alguns ramos da árvore genealógica engrossarem, e estenderem seus galhos, enquanto outros murcharam e morreram. Ao levantar-se do subsolo e encontrar novos canteiros, novos corredores das principais raízes encontraram seu próprio lugar ao sol — enquanto aparentavam estar separados. Na árvore original, as tempestades danificaram os galhos, às vezes separando-os. E na plenitude dos ciclos, as folhas caíram, enquanto outras cresceram, ocupando o seu lugar nos galhos e em outros ramos, empurrando-se para fora, de forma a encontrar a luz, respondendo, assim, ao mesmo impulso vivo e vibrante de expressão e expansão da vida.

Read more: Raízes e Brotos

Editorial – A habilidade de ter a mente aberta

Jan Nicolaas Kind – Brasil

jank 419

O autor

De um modo geral, abertura refere-se à vontade de ouvir e considerar ideias diferentes e tentar coisas novas. Indivíduos abertos geralmente aceitam os valores e as crenças dos outros; uma mente aberta não rejeita rapidamente opiniões opostas como erradas. As pessoas têm mente aberta o suficiente se forem receptivas a argumentos fortes contra suas crenças comprometidas.

Jeremy E. Sherman - Pesquisador de Ciências Sociais

Teósofos, não importa a tradição ou a corrente a qual pertençam, devem ser livres-pensadores. De acordo com a maioria dos dicionários, um livre-pensador é uma pessoa que rejeita opiniões aceitas, especialmente aquelas relacionadas a crenças religiosas.

A liberdade de pensamento está embutida no DNA da Teosofia. Como teósofos, considerando que temos mentes abertas e a capacidade de pensar por nós mesmos. Em alguns casos, isso é mais aspiracional do que real. Temos tantas pessoas de mente fechada quanto em qualquer outra organização – e de acordo com algumas, existem até mais. (1)

Read more: Editorial – A habilidade de ter a mente aberta

Fazendo Teosofia

John Algeo – EUA

JA 1

John Algeo

O termo "Teosofia" geralmente é definido em termos de ideias. Assim, o 11º Dicionário Colegiado da Merriam-Webster define dessa maneira, tanto geral quanto especificamente:

1. Ensinando sobre Deus e o mundo com base em insight místico.

2. Frequentemente capitalizados: os ensinamentos de um movimento moderno originário dos Estados Unidos, em 1875, e seguindo principalmente as teorias budistas e bramânicas, especialmente sobre evolução e reencarnação panteísta.

O mesmo acontece com o dicionário inglês mais curto, Oxford:

Qualquer um dos vários sistemas de crença que sustentam que um conhecimento de Deus pode ser alcançado por êxtase espiritual, intuição direta ou revelações individuais especiais; especificamente: (a) tal sistema proposto por Jacob Boehme (1575-1624); (b) um sistema moderno seguindo alguns ensinamentos hindus e budistas, buscando fraternidade universal e negando um deus pessoal.

Essa não era, porém, a visão de Madame Blavatsky, que escreveu em A Chave para a Teosofia, pág. 31: "Teósofo é aquele que age teosoficamente". Um teósofo não é alguém que mantém ideias particulares, mas sim alguém que "faz" a Teosofia.

Read more: Fazendo Teosofia

A fonte do insight (discernimento)

 

Theosophy Vidya 2 319

[A Revista Vidya, http://www.theosophysb.org/site/publications.html, editada por associados da Loja Unida de Teósofos em Santa Barbara, EUA, publicou o seguinte artigo em sua edição de inverno de 2019].

Voltar-se para dentro a fim de encontrar o Eu interior é mergulhar-se nas profundezas do que pode parecer um lugar escuro. Mas se alguém vai fundo o suficiente, encontra as águas calmantes e refrescantes do insight e da sabedoria. Em A Voz do Silêncio encontra-se: "Tem paciência, Candidato, como quem não teme fracassos nem corteja êxitos. Fixa o olhar de tua alma na estrela cujo raio é , a flamejante estrela que brilha dentro das obscuras profundezas do ser permanente, dos campos ilimitados do Desconhecido". Essa contemplação é como formar uma ponte, uma conexão com um vasto campo do desconhecido que pode gradualmente se tornar conhecido.

Read more: A fonte do insight (discernimento)

Mini-entrevista José van der Loop

The Society MI 10 Josevanderloop 1 1

1. Qual é o seu nome, de onde você é, e há quanto tempo é membro da ST?

Meu nome é José van der Loop, sou da Holanda e sou membro da ST de Adyar desde 2014.

Read more: Mini-entrevista José van der Loop

Por uma humanidade unificada

 Boris de Zirkoff – EUA

Teosofia
Uma filosofia viva para a humanidade

 

Volume VIII
No. 2 (44) – Julho-Agosto 1951

Theosophy BdZ 2

[Foto original da capa: H.P. Blavatsky em seus quarenta anos. (De Incidentes na Vida de

Madame Blavatsky, de A. P. Sinnett. 2ª ed., Londres: Theos. Pub Society, 1913.)]

Frente a frente com o terrível conflito de ideias que assola a fase histórica do século XX, o estudante da Antiga Sabedoria tem o dever de não tomar partido e tentar avaliar a situação existente à luz dos princípios eternos de pensamento.

Isso não é tarefa fácil. É um fato em que todo estudante se vê vacilando a cada curva da estrada, confundindo sombras com realidades. Ele será atraído por poderosas atrações magnéticas e impelido a se apegar a um ou a outro lado, e a defender causas que, em sua própria natureza, não têm permanência alguma. O estudante será chamado a transcender suas predileções pessoais e a penetrar por detrás do véu exterior das aparências, em fatores incertos que são ignorados pelo observador casual, aquele sem filosofia de vida.

O estudante terá que ter em mente o fato de que nenhum dos participantes do conflito mundial de ideias é totalmente certo ou totalmente errado. Suas respectivas causas individuais e seus objetivos têm elementos de verdade e falsidade, suas veementes e frequentemente violentas ações não são devidas ao mal inerente, mas à falta de compreensão mútua e ausência de sabedoria. De fato, seria uma solução fácil se fosse possível limitar todo o mal e toda a culpa a um ou outro partido e eliminar esse grupo do mundo dos homens. Mas a complexidade da natureza humana e a inextricável teia kármica da ação, tanto passada quanto presente, exige que os problemas humanos sejam trabalhados com base na compreensão, simpatia e auto-esquecimento — lições difíceis de aprender para o tipo agressivo, egocêntrico e vaidoso de homens.

Read more: Por uma humanidade unificada

Teosofia é

John Algeo – EUA

Theosophy JA 2

O autor em uma pose característica

Teosofia é uma expressão contemporânea da Sabedoria Eterna da humanidade, uma Sabedoria originalmente derivada de Instrutores maiores que nós em conhecimento e insight.

Essa Sabedoria Eterna teve muita expressão em todas as culturas e ao longo do tempo, e terá muito mais no futuro. Mas a Teosofia contemporânea é uma expressão singularmente adaptada às preocupações e necessidades do nosso tempo. No entanto, como foi destinada a um meio cultural particular, ela deve adaptar-se às mudanças desse meio. Deve ser rearticulada e estar em linguagem apropriada para cada geração, enquanto preserva a essência da Sabedoria Eterna subjacente. Teosofia em suas várias articulações deve, de fato, preservar a sabedoria eterna, mas não em formol. Em vez disso, sua preservação deve ser do tipo que é utilizado para uma coisa viva, em crescimento e, portanto, mutável. Todos os seres vivos mudam e ao mesmo tempo preservam sua identidade própria ou dharma. E assim deve ser a Teosofia.

Read more: Teosofia é

Text Size

Paypal Donate Button Image

Subscribe to our newsletter

Email address
Confirm your email address

Who's Online

We have 352 guests and no members online

TS-Adyar website banner 150

Facebook

itc-tf-default

LOGO ITC

TS Point Loma/Blavatsky House

Vidya Magazine

TheosophyWikiLogoRightPixels