Língua Portuguesa

Mini entrevista - José Manuel Anacleto

The Society MI 14 JMA

1. Qual é o seu nome, de onde é, e há quanto tempo é membro da ST?

O meu nome é José Manuel Anacleto, sou de Lisboa, Portugal, embora realmente me considere um cidadão do mundo. Comecei a estudar Teosofia em 1979 com um grupo de amigos, por isso não senti o impulso de me associar a uma organização teosófica, mesmo na altura em que frequentávamos a Sociedade Teosófica (de Adyar) em Portugal. Mais tarde (em 1988) fui um dos fundadores de uma instituição, o Centro Lusitano de Unificação Cultural-CLUC (que ainda hoje está ativo, sendo gerido por mim), e embora não seja estritamente uma organização teosófica, tem a Teosofia como referência central. Através do CLUC, publicamos vários livros e a revista Biosofia (www.biosofia.net). Dou seminários e cursos e organizo outras atividades (p. ex. práticas de meditação) que são em grande medida teosóficas ou em geral ligadas à Filosofia Esotérica. Em 2001 tornei-me membro da Secção Portuguesa da Sociedade Teosófica de Adyar, basicamente para dar o meu contributo. Fui membro ativo durante 2 ou 3 anos, mas interrompi essa ligação por várias razões. Algum tempo depois (em 2006) associei-me à Loja Unida de Teosofistas.

Read more: Mini entrevista - José Manuel Anacleto

Quem sou eu?

Paul Zwollo – Países Baixos

Theosophy PZ 0 J Tribute
Paul Zwollo

Por cima da entrada do Templo de Delfos na Grécia Antiga estava escrito: “Homem conhece–te a ti mesmo”. No interior estavam inscritas as seguintes palavras: “E ao conheceres a ti mesmo, conhecerás o mundo.” Conhecer a si mesmo vem em primeiro lugar. Conhecer o mundo é secundário. Não é a tendência atual exatamente a inversa? A educação e a ciência estão essencialmente direcionadas para o conhecimento do mundo exterior até ao mais ínfimo pormenor.

Vastas quantias de dinheiro são gastas nisso, e as nações, os grupos e os indivíduos competem por isso. Faz-me lembrar o verso de uma história de encantar: “Espelho, espelho meu, haverá alguém mais formoso, rico e esperto do que eu?” Assim, a competição é tida como a chave para o progresso. E progresso significa apenas carros maiores, mais luxos, mais férias por ano, etc…

É verdade que não podemos ignorar o mundo e nos voltarmos para nós próprios esperando uma realização pessoal, enquanto permanecemos indiferentes ao sofrimento da humanidade. A nossa reencarnação neste mundo é um facto. Não podemos ignorar a nossa responsabilidade.

Read more: Quem sou eu?

A Teosofia no mundo de hoje

John Vorstermans – Nova Zelândia

Theosophy THEOSOPHY 2 in the World Today
O nosso mundo hoje

A Teosofia não é uma novidade para o mundo. Alguns dizem que sempre existiram no meio de nós aqueles que buscam a sabedoria divina ou theosophia. Contudo, a história mostra-nos que o termo Teosofia foi usado no século III por Amónio Saccas e Plotino que fundaram a escola alexandrina do Neoplatonismo. A Sociedade Teosófica moderna foi fundada em 1875. Os seus três objetos declarados são:

  1. Formar um núcleo da Fraternidade Universal da Humanidade, sem distinção de raça, credo, sexo, casta ou cor.

  2. Encorajar o estudo de Religião Comparada, Filosofia e Ciência;Encorajar o estudo de Religião Comparada, Filosofia e Ciência;

  3. Investigar as leis não explicadas da Natureza e os poderes latentes no homem.

A Sociedade apresenta para consideração, ideias destiladas com o estudo e experiência ganhas ao longo destes 140 anos, fruto da exploração daqueles objetos. Algumas destas ideias procedem dos fundadores da atual Sociedade Teosófica, enquanto outras são baseadas no estudo dos textos sagrados do mundo, ciência moderna e filosofia. A Sociedade Teosófica não pede aos seus membros para aceitar todos ou sequer algum dos ensinamentos teosóficos. O lema da sociedade é "Não há religião superior à Verdade". O termo "religião" neste lema refere-se não só às igrejas, mas a qualquer sistema de crenças ou de ideias – incluindo as próprias afirmações da Sociedade sobre Teosofia.

Read more: A Teosofia no mundo de hoje

Uma reflexão: ideias, ação e influências

David Grossman – EUA

Theosophy David Grossman 2
O autor

Diz-se que “as filosofias nada fazem, só as pessoas é que contam”. Contudo isso pode não ser bem verdade se tomarmos em consideração a afirmação atribuída a Platão de que “as ideias governam o mundo”. Portanto, expor ideias é efetivamente fazer alguma coisa. Esse foi o trabalho de HPB. Ela uma vez disse que estava condenada a escrever. E que condenação foi. Desde Platão que ninguém ofereceu uma expressão tão abrangente daquilo que designamos por “Tradição da Sabedoria Antiga” ou “Filosofia Perene”, que leva em consideração os aspetos da vida espiritual, psíquica (ou intelectual) e física bem como a ciência, a filosofia e a religião e mostra que se acham “entrelaçados e combinados em todas as suas partes”. De onde vem este conhecimento? HPB diz que vem de uma linhagem ininterrupta de grandes instrutores da humanidade. Têm estado sempre em cena. Refere-se a eles como os Adeptos Teosóficos, e ela foi encarregue, por assim dizer, de reintroduzir os princípios e ensinamentos essenciais nesta era de transição.

Read more: Uma reflexão: ideias, ação e influências

Um assunto importante

Boris de Zirkoff – EUA

Theosophy An important subject 2  Boris de Zirkoff
Volume XVI

N.º. 4 (82) – Primavera de 1960

[Foto na capa: Dr. Henry Travers Edge, 1867-1946]

Há um tema para reflexão, respeitante ao mundo de hoje, que deve ser de importância primordial para o estudante de Teosofia. Deve ser amplamente debatido em reuniões teosóficas bem como nas páginas das revistas teosóficas. Por uma ou outra razão, contudo, raramente é levantado, e quando é, recebe escassa atenção, enquanto nalguns lugares é evidentemente ignorado e se possível, abafado.

O assunto diz respeito ao desagradável facto de que a era de fantásticos avanços científicos de índole materialista, de enorme aumento do bem-estar económico nalgumas nações e o mais elevado nível de vida jamais visto, conforme alude um bem conhecido slogan, coincide com a maior queda dos padrões éticos, o mais enraizado egoísmo e à ampla disseminação da corrupção em todo o globo. Como pode isto ser explicado?

Read more: Um assunto importante

O que Blavatsky conseguiu fazer em apenas 4 anos!!

Daniel Caldwell – EUA

Blavatsky

 Helena Petrovna Blavatsky

É realmente espantoso o que a Senhora Blavatsky conseguiu fazer em apenas 4 anos.

Ela chegou a Londres vinda da Bélgica no início de maio de 1887 e morreu quatro anos mais tarde no início de maio de 1891.

Contudo nestes 48 meses ela conseguiu fazer imenso.48 meses...não é assim tanto tempo...se pensarmos bem. Ela chegou a Inglaterra com o seu manuscrito de A Doutrina Secreta de quase um metro de espessura, para ir viver com um grupo muito pequeno de estudantes (os dois Keightley e outros).

Read more: O que Blavatsky conseguiu fazer em apenas 4 anos!!

O valor do compromisso

Joy Mills – EUA


Joy Mills

O hábito e a tradição podem-nos conduzir a padrões de pensamento e ação que, pela sua repetição, parecem ter uma ausência de frescura e de espontaneidade. Precisamente porque a filosofia teosófica apresenta-nos com uma visão panorâmica da vida, com maravilhosas ideias cuja grandiosidade menoriza as insignificantes preocupações comuns, podemos muitas vezes estar inclinados a nos retirarmos para a segurança de uma caverna filosófica de especulações em vez de confrontar as realidades de existência em termos de um compromisso positivo com a ação. Até que ponto nos podemos comprometer? Há alguma maneira pela qual possamos agir tão espontaneamente que a ação, resultante de um compromisso interno com os princípios, vá de encontro às necessidades do momento com uma frescura apropriada a essa necessidade? Estas são certamente questões que merecem uma séria ponderação por parte do servidor teosófico. Como membros e amigos da Sociedade Teosófica somos desafiados a nos envolvermos num diálogo com o mundo, mas para esse diálogo ser eficaz temos que investigar a natureza do nosso próprio compromisso.

Read more: O valor do compromisso

Text Size

Paypal Donate Button Image

Subscribe to our newsletter

Email address
Confirm your email address

Who's Online

We have 156 guests and no members online

TS-Adyar website banner 150

Facebook

itc-tf-default

International Theosophy Conferences Inc.

TS Point Loma/Blavatsky House

Vidya Magazine

TheosophyWikiLogoRightPixels