Língua Portuguesa

Série – A Nossa Unidade: Superando a divisão

Marijn Gijsbers – Holanda

O que pode ser feito para ultrapassar os aparentemente insuperáveis obstáculos que têm dividido as tradições teosóficas durante tanto tempo?

A resposta a esta pergunta é ao mesmo tempo simples e desafiadora. Simples porque que se todos conseguíssemos viver a Teosofia não haveria obstáculos, apenas unidade. E desafiadora porque entender Teosofia é uma coisa, praticá-la no dia-a-dia, outra muito distinta.

Read more: Série – A Nossa Unidade: Superando a divisão

Série - A Nossa Unidade: Esperança e responsabilidade

Jonathan Colbert – EUA

Unidade e solidariedade – Esperança e Responsabilidade

“A união sempre aumenta a força: e como o Ocultismo, nos nossos dias, assemelha-se a uma “causa perdida”, a união e a cooperação são indispensáveis. A união, na verdade, implica a concentração de força vital e magnética contra as correntes hostis do preconceito e do fanatismo.”

Mahatma K.H, As Cartas dos Mahatmas para A.P. Sinnett, vol. I, carta nº15, p.105

Read more: Série - A Nossa Unidade: Esperança e responsabilidade

A Nossa Unidade - Série

John Roberts- EUA

A Unidade por Multiplicação, a Multiplicação por Unidades


THEOSOPHIA
Uma Filosofia Viva pela Humanidade
Volume VIII
No. 6 (48) – Março-Abril  1952

O reconhecimento da Teosofia pura – a filosofia da explicação racional das coisas e não dos dogmas – é da importância mais vital na Sociedade [Teosófica], na medida em que só ela pode fornecer a luz do farol que guie a humanidade no seu verdadeiro caminho. – H. P. B na sua Primeira Mensagem aos Teosofistas Americanos, 1888.

À primeira vista, pode parecer que nada pode ser mais simples ou estar mais claramente expresso do que o propósito do Movimento Teosófico nas palavras de H. P. Blavatsky, dirigidas a uma convenção de Teosofistas Americanos num dos anos cruciais do esforço feito no século XIX: o ano de A Doutrina Secreta, e o ano em que seria anunciada a Secção Esotérica. Como é possível então, que o Movimento se tenha tornado hoje numa tão complexa desunião? Porque é que quase nenhuma das mais simples e claras instruções do Mestre são seguidas de modo consequente nos vários “ramos” do Movimento – sendo que para mais a própria existência de sociedades rivais é contrária ao Primeiro Objetivo!

Read more: A Nossa Unidade - Série

A Nossa Unidade - Série

Nicholas Weeks – EUA

A Aura de Todo-o-Ser

Fazer da unidade entre membros de grupos teosóficos um foco dos nossos esforços unificadores seria um erro. Seria um modo de egocentrismo grupal. Os teosofistas (como toda a humanidade) já constituem uma unidade em si mesmos.
Para formar e manter um núcleo de Fraternidade Universal exteriormente, o nosso propósito tem que ser bem mais inclusivo que a nossa família de teosofistas. Esforçar-se para falar, agir e pensar em unidade para todos os seres humanos e não-humanos, aqui e em todos os reinos do espaço. Esta atitude expansiva não exclui criatura alguma da aura de Todo-o-Que-É.

Em resumo, prestar pouca ou nenhuma atenção a teosofistas como teosofistas, mas sim como centelhas do Divino em forma humana, como o resto da humanidade.

Como aconselha W. Q. Judge, mantém o foco do nosso trabalho em toda a humanidade e a unidade começará lentamente a se manifestar, mesmo entre teosofistas.

Read more: A Nossa Unidade - Série

A Nossa Unidade - Série

John Algeo – EUA

Quando olhamos para o mundo, não vemos unidade, mas sim falta de unidade, não apenas vemos diversidade, mas falta de harmonia. Vemos oposição agressiva entre nações, religiões, seitas religiosas, raças, grupos étnicos e indivíduos. Pode esta aparente desunião ser reconciliada com o conceito de unidade?

O 11ª edição do Merriam-Webster’s Collegiate Dictionary define “unidade”, entre outras possibilidades, como “uma condição de harmonia” e “a totalidade de partes relacionadas: uma entidade que é um todo complexo ou sistemático.” Esses dois sentidos não excluem a diversidade do conceito de “unidade”; de facto, ele está implícito. O oposto de uma pequena verdade é uma falsidade; o oposto de uma grande verdade é uma verdade ainda maior. A unidade é a maior das verdades.

No “Proémio” de A Doutrina Secreta (vol. I, p. 81-87), Blavatsky escreve que “o primeiro axioma fundamental da Doutrina Secreta é …o Uno Absoluto - a existencialidade…O Universo Manifestado é…permeado pela dualidade, que vem a ser a própria essência da sua EX-istência como “manifestação”. Mas…como os polos opostos de Sujeito e Objeto, de Espírito e Matéria, não são mais do que aspetos da Unidade Única, que é a sua síntese.”

Read more: A Nossa Unidade - Série

Text Size

Paypal Donate Button Image

Subscribe to our newsletter

Email address
Confirm your email address

Who's Online

We have 229 guests and no members online

TS-Adyar website banner 150

EUROPEAN SCHOOL OF THEOSOPHY 2021 Logo

itc-tf-default

Vidya Magazine

TheosophyWikiLogoRightPixels