Língua Portuguesa

Editorial

Jan Nicolaas Kind – Brasil

The Society Editorial 2

River Bungalow "térreo" , onde seu editor esteve hospedado em dezembro do ano passado e janeiro deste ano (2018), tendo como seu vizinho o amigo MICHIEL HAAS.

Este editorial é dedicado a todas as mulheres e homens que estão trabalhando duro, dia após dia, para manter nossa sede internacional em ADYAR, e a ST em todo o mundo, o que não é uma tarefa fácil.

 

Voluntariado: é um chamado .

Há dez anos que não visitava Adyar, então já era hora de reavivar meu conhecimento sobre aquele lugar maravilhoso na distante Índia, uma espécie de oásis na loucura do trânsito de Chennai e da agitação que se encontra em qualquer cidade metropolitana em crescimento hoje em dia. Com uma população de cerca de cinco milhões de pessoas, Chennai, como capital do estado Tamil Nadu, e como é o caso de muitas outras cidades indianas, é confrontada com substancial poluição, além de outros problemas logísticos e socioeconômicos.

Cada vez que alguém se compromete e chegar lá, às vezes é assustador, mas também é de tirar o fôlego o trajeto do aeroporto até Adyar, tornando-se evidente que realmente é possível sentir o cheiro da Índia. Não me refiro à poluição de lá, porém a essa mistura rara de especiarias, ervas e alimentos sendo preparados. Oh, como eu amo esse cheiro, ainda tão familiar, mesmo depois de uma década de ausência.

Sempre tive a tendência de não idealizar ou romantizar Adyar, como nossa Sede Internacional. A casa dos Mestres ...? Não me entenda mal, eu compreendo o significado dessa frase, e sim há aquele vínculo histórico e espiritual, porém, eu também acredito no fato de que o lar dos Mestres pode estar em qualquer lugar, fornecendo pensamentos puros, elevando a energia e enchendo os corações de compaixão. No entanto, quando se trata de romance, eu conheci minha esposa Terezinha , nas escadas do Leadbeater Chambers, quando estive lá pela primeira vez, e nos apaixonamos nas margens do rio Adyar, então, quem está falando? Eu devo muito a Adyar.

Além do fato de que visitei muitas Convenções Internacionais e participei de sessões da Escola da Sabedoria, eu também trabalhei na propriedade, durante um ano, de 2001 a 2002, sem interrupções. Tive a grande oportunidade de sentir o “sabor” de Adyar, de conhecer e sentir o que é fazer parte desse grupo de voluntários, que estão lá, dia após dia, fazendo o máximo possível. Sim, os trabalhadores vêm e vão a Adyar. Alguns permanecem lá por muitos anos; outros por pouco tempo, mas a essência é sempre a mesma: dedicação, sacrifício, humildade, vontade de aprender; ser uma parte do núcleo.

 Trabalhar em Adyar requer coragem e perseverança. Não é uma aventura vaga na qual alguém se engaja. Certamente exige muito do voluntário. Chegar à Sede Internacional em Adyar, uma área localizada em uma Chennai muito lotada e barulhenta, para passar algum tempo lá e trabalhar pela Causa, é uma oportunidade única para o crescimento interior. Mas não é fácil, isso é certo. A energia em Adyar é substancial. Os visitantes, durante as Convenções, percebem isso, mas o impacto dessa energia se torna muito mais forte quando se passa mais tempo lá.

Voluntários, são ativos vitais para o sucesso de qualquer organização sem fins lucrativos; e também são inestimáveis para a ST de Adyar. Mudar para Adyar, e acostumar-se à maneira indiana de fazer as coisas e ao mesmo tempo vivendo em um ambiente altamente espiritual – no começo pode ser estressante e demandar bastante.

Estudos, no entanto, já documentaram as vantagens do voluntariado. Para aqueles que se doam aos outros, a saúde parece melhorar, tanto física quanto mentalmente.

Chamo aqui a atenção para a importância e dignidade do voluntariado e louvo nossos respeitados trabalhadores, especialmente porque ultimamente tanto lixo, meias-verdades, fatos distorcidos e absurdos foram apresentados na Internet. Menos que um punhado (!!) de indivíduos duvidosos, que, em suas vidas inteiras, não fizeram NADA, ou melhor dizendo, menos que NADA para a ST, e têm apresentado fatos na forma errônea como os veem. Eles obviamente estão enganados, muito enganados – e cada linha escrita por eles e divulgadas em seus canais é um insulto direto, não só aos trabalhadores de Adyar, como também aos trabalhadores de outros lugares. Através de meios como o Facebook, Twitter ou Instagram, esses “produtores de porcarias” de baixo nível, de repente, conseguiram uma voz e com suas mentes perversas, eles realmente parecem acreditar que aquilo que realizam tem algum tipo de valor. Bem, posso garantir a todos vocês, esse não é o caso. Embora seja um sinal dos tempos. Veja o que está acontecendo nas arenas políticas em todo o mundo, onde vemos líderes de alguns países usando suas contas no Twitter para anunciar suas ideias e meias-verdades cruéis; nós realmente vivemos na era dos fake news, portanto, precisamos nos treinar para separar o trigo do joio.

Ao lançar dúvidas infundadas sobre a integridade da ST e de seus líderes, espalhando rumores e mentiras tóxicas – não só os trabalhadores de nossa sede, como também aqueles milhares de voluntários em todo o mundo, são desrespeitados, e isso é intolerável. Dar a impressão de que a ST é uma organização mal preparada, encabeçada por imbecis, é uma humilhação não apenas para os cerca de 27.000 membros posicionados em todo o mundo, mas especialmente para aqueles que, realizando honrosamente o trabalho, se dedicam seu precioso tempo e energia para a Causa.

Ao longo dos anos, escrevi muito sobre esses trolls [1] , nunca tendo a ilusão de que, em um dado momento, seria capaz de detê-los, de um jeito ou de outro. Eles continuarão com o que prometeram fazer, já que isso é tudo que podem fazer, mas, do nosso ponto de vista, não precisamos aceitar isso sem fazer pelo menos um pequeno barulho! Rotulando-se como grandes inquisidores, eles podem prosperar evidentemente fazendo apenas o uso de aparente confusão, citando erros que eles acham que os outros fazem (e se eles virassem o holofote para dentro e para si mesmos?), e tirando do contexto a palavra escrita ou falada. Seus resultados finais, se houver, são sempre negativos.

Quando a nossa Sociedade é injustamente atacada, quando pessoas boas são arrastadas na lama, devemos mostrar algum espírito de luta e fazer um esforço para saber quais são os fatos reais. Nós não temos que ser um monte de cookies macios. Sim, precisamos ser justos, amorosos, compassivos, mas, ao mesmo tempo, sermos também discriminativos, sabendo que a LEI das LEIS sempre funciona.

Se houver alguma dúvida, entre em contato com o seu Secretário-Geral ou com outros representantes e coloque diante deles suas perguntas. Claramente não há nenhum segredo na ST de Adyar. Se você está confuso sobre o que aparece em seu caminho enquanto navega na Internet, acesse aqueles que realmente sabem, ou entre em contato comigo mesmo, e se eu realmente puder ajudá-lo, estarei mais do que disposto a fazê-lo.

Lembrem-se, nossos líderes, Secretários-gerais e também o nosso Presidente Internacional, por exemplo, são seres humanos, então, graças a Deus, eles não são perfeitos. Quão desagradável seria se eles fossem perfeitos. É claro que erros são cometidos, portanto, ao invés de atirar pedras, precisamos aprender com eles e fazer com que, da próxima vez, eles não se repitam. Todos nós somos privilegiados por fazermos parte desse processo de crescimento.

Com a Internet espalhando informações, verdadeiras ou falsas, em alta velocidade e com um mundo cheio de conflitos, embora diminua a cada dia, às vezes nos sentimos confrontados, desiludidos, zangados e deprimidos. Há muita negatividade acontecendo, tanto à esquerda quanto à direita. O que fazer sobre isso?

Listo abaixo algumas dicas úteis para lidar com as tendências negativas que todos nós enfrentamos de vez em quando.

Algumas pessoas acham mais útil praticar a substituição de qualidades negativas por positivas. No entanto, é importante não apenas reprimir sentimentos negativos. Devemos estar sempre em sintonia e reconhecer nossos verdadeiros sentimentos, porém, não precisamos permanecer presos no negativo. Abaixo estão listadas várias maneiras de substituir as atitudes e reações negativas pelas positivas. Escolha aquelas que mais lhe agrada e, uma por uma, experimente-as todos os dias durante uma semana. Observe em seu diário como os exercícios diferentemente funcionaram, positiva ou negativamente. Você logo descobrirá os métodos mais adequados a você.*

1. Cultive pensamentos saudáveis ​​e positivos. Pense nas boas qualidades dos outros, em vez de criticá-las. Treine-se para esperar coisas positivas na vida, em vez de temer as negativas. Tente manter-se alegre e busque aliviar os problemas. Substitua deliberadamente sentimentos negativos por positivos.

2. Visualize-se como tendo as qualidades que deseja desenvolver. Imagine situações em que você mostra essas qualidades. Mentalmente repita situações antigas de uma maneira nova, desta vez respondendo da forma que você sente que é melhor.

3. Aja como se você tivesse a qualidade necessária. Se você está com medo, admita, mas aja como se fosse autoconfiante. Se você está com raiva, aceite isso, mas aja como se estivesse aceitando e em paz. Isso pode parecer desconfortável e desonesto a princípio, mas a ação acabará evocando o sentimento correspondente em você.

4. No momento em que você começa a se sentir perturbado, visualize alguém que você ama e para quem você tem sentimentos positivos. Ou pense em uma cena pacífica na natureza ou em qualquer símbolo de paz que seja significativo para você, como uma cruz ou uma mandala. Isso irá desviar o padrão negativo.

5. Use em sua meditação e ao longo do dia, animações que o lembrem da qualidade que você deseja encorajar, como “Paz” ou “Alegria” ou “Coragem”. Isso ajudará a evocar a qualidade em você e torná-lo mais ciente dos momentos em que você precisa.

6. Pratique irradiando amor, boa vontade, alegria, confiança, tanto em meditação como em vários momentos ao longo do dia. Isso acionará essas respostas positivas em você.

7. Tente sentir-se na consciência de um Grande Ser , tais como Cristo, o Buda, um santo, sábio ou mestre. Tente, por uma ou duas horas, ver as coisas que ocorrem em sua vida do ponto de vista dessa pessoa avançada. Imagine quais atitudes e respostas Ele ou Ela faria em situações reais com as quais você lida. Este exercício feito ocasionalmente pode ampliar sua perspectiva e revelar reações mesquinhas, inconsequentes e sem amor de sua parte.

[* Fonte: Um programa para viver a vida espiritual por Shirley Nicholson]

[1] Troll é um termo utilizado como gíria na internet, designando uma pessoa cujo comportamento ou comentário desestabiliza uma discussão. É aquele usuário que provoca e enfurece as outras pessoas envolvidas em uma discussão sobre determinado assunto, com comentários injustos e ignorantes.

Link to English version:

http://www.theosophyforward.com/articles/the-society/2299-editorial-5

 

 
Text Size

Paypal Donate Button Image

Subscribe to our newsletter

Email address
Confirm your email address

Who's Online

We have 875 guests and no members online

TS-Adyar website banner 150

Facebook

itc-tf-default

LOGO ITC

TS Point Loma/Blavatsky House

Vidya Magazine

TheosophyWikiLogoRightPixels