Língua Portuguesa

O que constitui uma cura?

Richard Hiltner – EUA

Conforme explica o Dr. Samuel Hahnemann, o termo “cura” ou saúde ocorre quando:

“a força vital de tipo espiritual [dynamis] que anima o organismo humano material reina em soberania suprema. Mantém as sensações e as atividades de todas as partes do organismo vivo numa harmonia totalmente admirável. O espírito racional que habita o organismo pode então livremente usar este instrumento vivo e são para atingir o elevado objetivo da existência humana” (1)


Christian Friedrich Samuel Hahnemann era um médico alemão, mais conhecido por criar um sistema alternativo de medicina chamado homeopatia.

Hahnemann afirma claramente que a pessoa “real” não é apenas o corpo físico. O corpo é o veículo para o “espírito racional” [força, chi, qi, força vital, consciência] que usa para obter conhecimento e experiência neste plano de energia/substância, a fim de que possa evoluir e experienciar toda a vida. Por outras palavras, para que possa exprimir todo o seu potencial [“o objetivo elevado da existência humana”].

É claro que Hahnemann enfatizou a necessidade de eliminar qualquer causa material, emocional, intelectual ou ético da doença. Embora não possa existir um contacto direto com este “espírito racional”, ele pode ser ajudado através das “Leis dos similares”. Esta lei não precisa de ser elaborada para os leitores, pois parte-se do princípio que conhecem os conceitos básicos desta abordagem.

Ele também definiu os miasmas e as doenças crónicas que estão, em princípio associados, com a hereditariedade.

No parágrafo 286 Hahnemann afirma que:

“As forças dinâmicas do magnetismo mineral, eletricidade e galvanismo não atuam de forma menos homeopática e menos poderosa sobre o nosso princípio vital que os remédios efetivamente chamados homeopáticos…” (2)

No parágrafo 288 ele menciona que o magnetismo animal pode ser uma grande força curativa:
“Esta força curativa atua de diferentes formas: por um lado ela substitui a força vital em vários lugares onde ela é deficiente; e por outro lado ela drena, reduz e distribui mais equitativamente naquelas partes em que se tornou tão fortemente concentrada que causou e alimentou condições nervosas vagas…” (3)

Constatamos portanto que o próprio mestre está consciente de outras abordagens à cura, para além do uso estrito de remédios homeopáticos.

Depois do acima mencionado, deixem-me agora dar a minha opinião mais específica sobre o termo “cura”. Se alguém deseja uma CURA COMPLETA, todos os níveis “[Físico, emocional, mental e espiritual] da pessoa devem funcionar sem qualquer entrave de energia/consciência/ vida/substância. A “força vital de tipo espiritual…reina em soberania suprema.”
Será isto mesmo possível para todos nós hoje, com todos os acontecimentos miasmáticos, ambientais, não-éticos, ignorância e injustiça, ver uma cura como a acima descrita? Muito improvável. Talvez uns poucos o consigam.

Irá levar muitas gerações para isto acontecer mesmo com as melhores abordagens homeopáticas e outras abordagens médicas não supressoras.

Por outro lado, se estamos a falar de uma CURA PARCIAL, então o futuro é brilhante. Não há dúvida que a cura parcial ou curas a vários níveis podem ter lugar.

E mesmo que algum dia todos nós obtenhamos saúde perfeita [cura perfeita a todos os níveis e partindo do princípio que todos os fatores ambientais também são perfeitos], ainda existe o “livre arbítrio”. Isso significa que se em algum nível [ético, mental, emocional e físico] decidirmos ir aos extremos [perder o nosso equilíbrio, por assim dizer], então a doença deverá seguramente regressar com as suas correspondentes consequências.

Também deve entrar na equação o destino da humanidade futura. Como será ela daqui a milhões de anos [partindo do princípio que a humanidade chega lá, o que penso que acontecerá]? Não será provável que a nossa aparência física seja distinta? Mesmo que assim seja, o comentário anterior sobre saúde e cura a todos os níveis continua a ser apropriado.

1 Organon of Medicine. [Sexta Edição]. Samuel Hahnemann. [Jost Kűnsli,MD, Alain Naudé e Pete Pendleton]. J. P. Tarcher, Inc. Los Angeles.1982. Parágrafo 9. Pág. 14-15.
2 Op. Cit., Parágrafo 286, Pág. 209.
3 Organon of Medicine, Parágrafo 288, Pág. 210.

(*) A homeopatia é um sistema de medicina alternativa criado em 1796 por Samuel Hahnemann baseado na sua doutrina da cura dos semelhantes (similia similibus curentur), a afirmação de que uma substância que causa os sintomas de doença em pessoas saudáveis curaria sintomas similares  em pessoas doentes.
.

Link to English version:
http://www.theosophyforward.com/mixed-bag/medley/1524-what-constitutes-a-cure

Text Size

Paypal Donate Button Image

Subscribe to our newsletter

Email address
Confirm your email address

Who's Online

We have 49 guests and no members online

TS-Adyar website banner 150

EUROPEAN SCHOOL OF THEOSOPHY 2021 Logo

Facebook

itc-tf-default

Vidya Magazine

TheosophyWikiLogoRightPixels